3.8 C
Safara
06:16 3 Dezembro, 2021
Plano de Actividades

Centro Social e Comunitário – 2019

Índice

I. Introdução ………………………………………………………. 2
II. Serviços Básicos ……………………………………………… 4
III. Atividades Animação/Socialização ………………………….. 6
IV. Formação …………………………………………………….. 11
V. Desenvolvimento Organizacional ……………………………. 13
IV. Considerações Finais …………………………………………         14

I. Introdução

O Centro Social e Comunitário de Safara é uma Secção da Casa do Povo de Safara, Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos, que desde 1999 intervêm nas comunidades das aldeias de Safara e Santo Amador, procurando identificar problemas sociais e apresentar respostas integradas que melhorem a condição de vida das pessoas e famílias.

O público-alvo (famílias e/ou indivíduos com necessidades de apoio social) é maioritariamente idoso, existindo casos de pessoas com problemas de saúde mental, homens/mulheres pouco qualificados, desempregados de longa duração sem apoio familiar e pessoas em extrema pobreza.

A nossa atividade enquadra-se no perfil das duas respostas sociais de Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) e Centro de Dia (CD).

Damos especial importância a promover o intercâmbio com outras IPSS vizinhas com objectivos similares.

Procuramos ter uma boa articulação com os Serviços Segurança Social, União de Freguesias de Safara e Santo Aleixo da Restauração, União de Freguesias de Moura e Santo Amador e Câmara Municipal Moura na resolução de casos sociais, integramos e somos membros atuantes no Conselho Social.

 Para o ano 2019 esta Instituição continua a abraçar a sua missão, “ Apoiar as pessoas a permanecerem no seu meio familiar e social com qualidade de vida”, empenhando-se sempre para atingir um serviço de qualidade, contribuindo para um quotidiano digno, onde as pessoas tenham oportunidade de permanecerem mais tempo nas suas habitações, no seu ambiente social onde construíram as suas vidas, evitando uma institucionalização precoce, poderem morrer na sua residência, se assim o desejarem.

O presente Plano de Actividades foi elaborado com base na Avaliação da experiência de 2018, de conversas informais com utentes, funcionárias e parceiros na comunidade, com o intuito de promover o envolvimento de todos na vida da instituição e encontrar os modelos e respostas mais adequadas às suas necessidades e aspirações.

Ambiciona-se com os serviços e atividades que desenvolvemos a satisfação dos Utentes e o acesso a cuidados básicos de qualidade de vida e bem-estar, estimular capacidades físicas e intelectuais, contribuindo para que mantenham uma vida mais activa e participativa, combater o isolamento, solidão e exclusão, favorecer as relações e a comunicação com os outros, desenvolvendo a autonomia pessoal.

 Pretendemos apostar na melhoria continua dos nossos espaços, no conforto dos nossos utentes e na imagem da nossa equipa.

           Na Animação/ Socialização continuaremos a aprofundar e dinamizar esta área liderada por uma Técnica Superior de Animação Sociocultural e um Técnico Auxiliar de Animação.

         A Formação é uma área em que devemos apostar e dar mais relevo, porque uma equipa de profissionais com conhecimento será uma equipa mais preparada para responder ás necessidades do nosso quotidiano. A atual lei laboral apela à obrigatoriedade das empresas proporcionarem formação aos seus colaboradores, formações dadas por entidades certificadas.

         As áreas de formação selecionadas, são fundamentadas no diagnóstico das carências identificadas e, nas oportunidades que se encontrem mais acessíveis.

Pretende-se melhorar o nível de qualificação do quadro profissional da Instituição com vista ao cumprimento da missão a que se propõe. Temos sempre de ter em conta a dimensão da equipa, procurando modelos de formação que não perturbem o dia-a-dia dos serviços prestados aos Utentes.

Acreditamos que organizar formações em parceria com instituições vizinhas, cujos objetivos são semelhantes, vai promover o conhecimento e cooperação de todos.

II. Serviços Básicos

O Centro Social e Comunitário de Safara, presta serviços 365 dias no ano, das 8h às 20H.

Tem acordo com a Segurança Social para as respostas de Centro de Dia com capacidade total (30 utentes) com acordo para 15 e Serviço Apoio Domiciliário com capacidade (60 utentes) com 54 em acordo. Uma Equipa de 15 colaboradores (11 Auxiliares de Ação Direta, 1 Encarregada Geral, 1 Administrativa, 1 Diretora Técnica, 1 Técnico Auxiliar de Animação e 1 Voluntária) atentos aos problemas e necessidades dos utentes e comunidade.

# Serviços Indispensáveis de apoio à vida diária:

 Alimentação, Higiene Pessoal, Higiene da Habitação, Tratamento Roupas, Animação/ Socialização.

# Serviços complementares:

Controlo de medicação, controlo de T.A. e controlo de glicemia, acompanhamento a consultas, exames e juntas médicas.

(Para melhor esclarecimento, ver Regulamento Interno)

Diariamente avalia-se a situação dos Utentes, se estão bem, se há alguma alteração do seu estado, ou outra necessidade identificada que exija uma intervenção específica. Assim garantimos a tranquilidade, segurança e confiança que desenvolve sentimentos positivos, procurando sempre reduzir o isolamento e abandono, promovendo o desenvolvimento pessoal e social dos Utentes.

Sendo estas Comunidades relativamente pequenas, é muito fácil termos informações muito atualizadas, exigindo um maior rigor na gestão da privacidade.

Dado o nosso publico alvo ser maioritariamente idoso, e á medida que a idade avança há diminuição da visão, da audição, da força muscular, do tempo de reação e do equilíbrio, aumentando assim o risco de queda.

As quedas são responsáveis por muitas das mortes acidentais nos idosos. Com consequências tão graves, e sendo a queda sensível a estratégias de prevenção, é fundamental criarmos ambientes seguros para os nossos utentes.

Assim, pretendemos para o ano de 2019, a implementar estratégias de prevenção de quedas no domicílio do utente.

Com respeito ao acompanhamento e avaliação dos serviços prestados:

– Diretora Técnica realiza mensalmente visitas domiciliárias a Utentes de Santo Amador e Safara.    

–  A Encarregada Geral acompanha a equipa mensalmente.

Na última quarta-feira de cada mês realiza-se a reunião geral, onde a equipa de colaboradores/as é convocada para refletir em conjunto e avaliar o decorrer do mês. Nestas reuniões debatem-se assuntos relacionados com os utentes, serviços prestados e com a gestão e organização da equipa.

III. Actividades -Animação/Socialização

         A finalidade da animação/socialização consiste na ocupação dos Utentes e no seu envolvimento nas atividades, para que estes possam sentir prazer na sua realização, entusiasmando-se pela participação e consciencializando-se que pode dar o seu contributo no desenvolvimento das atividades propostas, desfazendo a imagem pré-concebida que os idosos são inúteis e inativos.

         A realização de atividades visa proporcionar uma vida mais ativa e criativa, assim como a melhoria das relações e da comunicação com os outros, para uma melhor participação na vida da comunidade desenvolvendo a sua autoestima, valorizando os seus saberes e suas competências.

População Alvo: Utentes do Centro Social e Comunitário de Safara e Santo Amador

Local: A Animação Sociocultural funciona em quatro locais distintos:

  1. Instalações do Centro Social e Comunitário de Safara;
  2. Salão da Casa do Povo de Safara;
  3. Domicílio dos Utentes;
  4. Outros locais tendo em conta atividades pontuais.

Objetivos específicos das atividades:

  • Aumentar a autoestima dos Utentes e promover uma imagem positiva dos mesmos;
  • Reforçar as identidades culturais;
  • Promover o convívio inter-geracional e socialização;
  • Promover a troca de experiências;
  • Desenvolver a destreza física e mental do Utente prevenindo a desorientação no tempo e no espaço;
  • Contribuir para a valorização pessoal e social do Utente;
  • Envolver a Comunidade em geral no processo de integração social dos nossos Utentes;

Algumas atividades desenvolvidas no Plano Atividades 2018 irão manter-se, uma vez que tiveram resultados bastante positivos.

1. Comemoração dos Aniversários

 Atividade que se realiza todos os meses para celebrar o dia de anos com os utentes e colaboradores/as. Aos Utentes de SAD realiza-se uma visita para desejar os parabéns e entregar uma lembrança, aos de CD determinamos a hora do lanche para cantar os parabéns com todos os que estão presentes, e de seguida entregamos uma lembrança. Esta atividade tem como objetivo preservar a identidade do utente bem como a sua autoestima e alegria.

2. Tardes Bem Passadas.

Atividade que visa desenvolver várias competências dos utentes, desde a interação e convívio, área físico-motora, aptidões técnicas manuais, leitura e informática. Tem uma frequência diária de segunda a sexta na sala de convívio/Centro Social e Comunitário de Safara e no salão da Casa do Povo Safara. O espaço é coordenado e acompanhado pelos Animadores.

3.  Assistir ao Cantar aos Reis

O cantar aos reis na igreja matriz da aldeia é uma tradição que persiste, momento bonito e comovente. Temos como objetivo proporcionar a oportunidade de os utentes assistirem a este evento. Os utentes serão deslocados nas viaturas do serviço até a igreja e após terminar evento levados até ao seu domicílio.

 4.  Visita à Igreja de São Sebastião

Em Janeiro, comemorasse a festa de São Sebastião, é uma data muito acarinhada pelos nossos utentes porque lembram outras vivências. Assim pretende-se nessa altura ir visitar a Igreja onde se encontra São Sebastião. Junto à Igreja esta localizado o Cemitério da localidade que também poderá ser um ponto de visita neste dia, uma vez que muitos utentes têm aí sepultados os seus entes queridos.

5.  Almoço Carnaval- Intercâmbio

Promover boas relações, contribuir para a socialização entre Utentes que se encontram nas mesmas condições, partilha de saberes e experiências, momentos de descontração, convívio e animação através de um almoço de carnaval entre as três instituições vizinhas (Centro Social Safara, Centro Paroquial Santo Aleixo e Casa Divina Providência  de Safara) realizado num espaço da aldeia de Safara amplo com boas acessibilidades, com animação do Grupo de Teatro União Safarense.

6. Visita a Feira do Queijo- Serpa

 Sendo uma atividade bastante apreciada pelos nossos Utentes, iremos continuar a realiza-la. É uma oportunidade de deslocação a outra localidade do nosso distrito, ajudando o utente a alargar horizontes e apreciar outras realidades, interagindo em outros contextos.

7. Passeio de barco ao Alqueva- Intercâmbio

Os passeios de barco são uma das atividades com maior procura na barragem de Alqueva. Desta forma pretendemos com esta atividade proporcionar aos utentes a oportunidade de andarem de barco e visitarem sítios novos, a promoção da saúde e bem-estar físico e psíquico e contacto com a natureza; proporcionar momentos de descontração, convívio e animação e promover o intercambio e a socialização entre as várias Instituições do Concelho.

8. Passeio à Feira de Maio e Setembro – Moura

Estes passeios têm sido realizados todos os anos, uma vez que é do interesse dos utentes e proporciona o reviver as vivências do passado promovendo momentos de convívio e socialização. Os Utentes terão oportunidade de visitar a feira Maio “Feira Nacional de Olivicultura” e a feira de Setembro “Feira do Artesanato” durante o período da manhã e finalizarem com um almoço em grupo na tenda de refeições da Comissão de Festas de Safara, apoiando iniciativas culturais da comunidade.

9. Mastro Santos Populares – Intercâmbio

Promover boas relações, contribuir para a socialização entre Utentes que se encontram nas mesmas condições, partilha de saberes e experiências, momentos de descontração, convívio e animação através da realização de um mastro entre as três instituições vizinhas ( Centro Social Safara, Centro Social Santo Aleixo da Restauração e Casa Divina Providência )realizado num  espaço na aldeia de Safara amplo com boas acessibilidades. Será realizado um lanche para comemorar a data de 24 de Junho (São João).

10. Comemoração do Dia dos Avos

O Dia dos Avos é comemorado no dia 26 de julho, tendo sido esta data escolhida em razão da comemoração do dia de Santa Ana e São Joaquim. Desta forma, em Julho realizam-se as Festas em Honra de Santa Ana, padroeira de Safara. Durante uma tarde os utentes visitarão a Capela de Santa Ana para puderem admirar a Santa na qual depositam tanta fé e amor, assim como poderão assistir á missa realizada para o dia dos avos e poderão produzir lembranças para oferecer aos netos.

11. Comemoração do Mês do Idoso

Promover iniciativas conjuntas com as instituições congéneres sobre o envelhecimento, seu processo e condição, procurando envolver a comunidade. A Câmara Municipal de Moura costuma desenvolver várias atividades nas quais nos podemos integrar.

12. Finados

No dia 2 de novembro é tradição deslocarmo-nos ao Cemitério para honrarmos os nossos entes queridos falecidos. Tendo em conta esta tradição pretendemos neste dia levar ao Cemitério de Safara todos os utentes que desejem visitar os seus familiares.

13. Magusto de S. Martinho

Dia de São Martinho será comemorado através de um convívio (local a definir na altura) onde são servidas castanhas assadas e outros alimentos alusivos à época. Esta atividade será articulada com outras instituições vizinhas.

14. Festa de Natal

O Natal é uma tradição cultural muito importante. Tentamos transmitir aos Utentes o ambiente natalício e afetuoso desta época do ano. No início de Dezembro os utentes realizam trabalhos de natal para decoração do espaço. Realizar-se-á um lanche convívio com animação musical para utentes, familiares e colaboradores/as. No decorrer da festa procedemos à entrega das lembranças aos Utentes e colaboradores/as e sorteado o cabaz de Natal. Os Utentes que não têm possibilidade de estarem presentes na festa, serão posteriormente visitados pela equipa de animação com uma lembrança desejando Boas Festas. Articulamos com o gabinete social da Câmara Municipal de Moura para que garante a animação neste evento.

15. Atividade Colaboradores/as

Pretendemos realizar uma atividade com os/as colaboradores/as de forma a quebrar a rotina e promover o bom ambiente de equipa. Serão recolhidas ideias e propostas até março 2019. A equipa será distribuída por dois grupos de forma a assegurar o bom funcionamento dos serviços.

Certamente, ao longo do ano 2019, irão aparecer oportunidades para se realizarem outras ações que se revelem do interesse dos Utentes, e se enquadrem nos objetivos propostos.

 A organização das atividades será apresentada e ajustada nas reuniões gerais de equipa, que se realizam na última quarta feira de cada mês.

CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES 2019

IV- Formação

 A Formação Profissional, significa um conjunto de atividades que visam a aquisição de conhecimentos, capacidades, atitudes e formas de comportamento exigidos para o exercício das funções próprias de uma profissão.

Com a formação profissional, pretende-se valorizar os colaboradores/as e a instituição nas mais variadas competências.

Apostando na formação dos colaboradores/as é uma forma de conseguirmos melhores resultados quer a nível da qualificação quer a nível da produtividade, no sentido de prestarmos melhores serviços aos nossos utentes.

1.Formação em Áreas de HACCP;

As formações na área do HACCP (Higiene Alimentar Controlo Confeção e Produção) continuam a ser necessárias para a reciclagem dos conhecimentos da equipa nesta matéria, garantindo um bom controlo de higiene alimentar. Será realizada pela empresa que nos presta serviço (MCA) com uma frequência de 1 ação três vezes no ano.

2.Tecnicas de posicionamento, mobilização e transporte;

Numa sociedade cada vez mais envelhecida, em que o aumento da necessidade de apoio às pessoas idosas dependentes emerge como um problema prioritário, interrogamo-nos sobre a necessidade de dar mais atenção à prestação de cuidados informais à pessoa idosa dependente em contexto domiciliário e não só.

Dominar as mais avançadas técnicas de posicionamento, mobilização e transportes reduz drasticamente o absentismo laboral provocado por lesões e acidentes de trabalho tão comuns junto dos Profissionais que prestam apoio aos idosos. Desta forma temos como objetivo desenvolver e aprofundar esta área com uma formação de 50h e de Nível II onde possamos integrar o maior número de colaboradores possível. Pretendemos desta forma alcançar o maior número de colaboradoras certificadas nesta área.

3. Nutrição e diatética no Idosos;

Muitos idosos apresentam necessidades nutricionais especiais porque o envelhecimento afeta a absorção, uso e a excreção dos alimentos. A intervenção nutricional tem como principais objetivos o prolongamento da vida e a diminuição de doenças causadas por erros alimentares e por má nutrição. Temos como objetivo realizar uma formação de 25h, Nível IV para todas as colaboradoras que manifestem interesse.

4. Formação em áreas de higiene e segurança no trabalho

Preocupamo-nos com o bem-estar dos nossos trabalhadores bem como as condições em que realizam as suas tarefas quotidianas. A área de higiene e segurança no trabalho é uma área em que sentimos necessidade de reciclar conhecimentos. Iremos agendar com a empresa que nos presta serviço (MCA) uma formação para toda a equipa.

5. Formação Representante do Empregador

A Formação para Representante do Empregador pretende colmatar a inexistência do serviço de Segurança, Higiene e Saúde no trabalho, permitindo às empresas formar 1 colaborador que assegure, além do cumprimento do requisito legal, a segurança e saúde dos que colaboram com a entidade empregadora.

Desta forma pretendemos com esta formação:

– Estabelecer um modelo conceptual e legislativo que vise a Prevenção de Riscos Profissionais;
– Preparar o trabalhador para participar nas ações de emergência e primeiros socorros mediante a aplicação das respetivas técnicas;

– Analisar e gerir a Prevenção de Riscos Profissionais na instituição.

V-Desenvolvimento Organizacional

Estabelecer boa comunicação com as “entidades locais”, exercer uma boa articulação com Junta de Freguesia de Safara e Santo Aleixo da Restauração.

Tendo experiências positivas dos programas de Estágios Profissionais, iremos dar continuidade a estas medidas de apoio.

A Casa do Povo tem assento no CLAS (Concelho Local de Ação Social). Continuaremos a defender que o SAD, (Serviço de Apoio Domiciliário) é a medida de apoio social nobre para manter os cidadãos no seu contexto familiar e social, não desintegrando e utilizando a institucionalização apenas como último recurso.

Reforçar as relações com a Equipa de Cuidados Paliativos de Moura/Barrancos – dos Serviços de Saúde.

Estabelecer contacto com a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos procurando alargar perspetivas para cuidarmos melhor dos nossos utentes em fase final de vida.

O nosso modelo de organização é o trabalho em equipa, a avaliação continua como metodologia de aprendizagem e qualificação da nossa atuação, junto das comunidades onde intervimos.

VI- Considerações Finais

        Consideramos que este Plano de Atividades vai de encontro às necessidades dos destinatários, de acordo com os nossos recursos humanos e materiais.

No que concerne as atividades Animação/ Socialização para os Utentes esperamos que exista adesão, e que possam contribuir para minimizar comportamentos de isolamento e solidão, promovendo um envelhecimento mais ativo e saudável reforçando os laços com a comunidade onde vivem.

 Com respeito às ações de formação, destinadas aos colaboradores/as, esperamos que tenham um impacto positivo contribuindo para uma equipa mais coesa, melhorando os seus conhecimentos e competências, capacitando-os/as para dar respostas mais ajustadas aos Utentes.

Acreditamos que as aprendizagens do quotidiano nos ajudam a aperfeiçoar cada vez mais a nossa atuação junto das duas comunidades, Safara e Santo Amador, onde intervimos.

Aprovado na Reunião Direção do Centro Social e Comunitário de Safara a 26-11-2018

Direção:

Maria Isabel Costa Cabral Gaivão

Eulália Caixeirinho Honrado Caçador

Ana Sofia Salvador Batista